Posts

18ª Feira CasaPronta começa a ganhar forma

Evento reunirá 150 expositores dos setores da construção, decoração e mobiliário

Quando o assunto é decoração, mobiliário e construção civil, o Sul Catarinense é referência. Além disso, tem um dos maiores eventos do setor, que reúne os três segmentos em um único lugar: a Feira CasaPronta.

“Nossa região é repleta de oportunidades, afinal, temos empresas importantes em diversos setores. A CasaPronta serve como vitrine, reunindo todas essas empresas para expandir seus mercados, fechar bons negócios e, consequentemente, movimentar de maneira positiva a economia da nossa região”, afirma a diretora da NossaCasa Feiras & Eventos, organizadora da Feira CasaPronta, Jaqueline Backes.

O evento acontecerá de 06 a 10 de outubro, no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti. Nesta 18ª edição, serão 15 mil m² de exposição, com 150 empresas expositoras, que apresentarão lançamentos, tecnologias e tendências para imóveis residenciais ou comerciais. “As equipes estão a todo vapor para deixar tudo pronto para receber e atender bem os visitantes”, garante.

Dentro da 18ª Feira CasaPronta, acontecerá o 8º Salão de Negócios da Acomac Sul/SC (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Região Sul de Santa Catarina). “O espaço é destinado para que as indústrias possam expor seus produtos e fazer negociações diretas”, acrescenta.

Segurança para todos

Tendo em vista a segurança dos expositores e visitantes, a organização do evento fez algumas modificações para garantir um melhor fluxo de circulação das pessoas. A área de gastronomia, por exemplo, foi ampliada e contará com maior distanciamento entre as mesas. Assim também aconteceu com os corredores, que neste ano serão mais largos, para facilitar a mobilidade dos visitantes. “Além disso, teremos dois portões para acesso e dois de saída. Os portões estarão sinalizados com totens de identificação. Estamos atentos a cada detalhe, para que a Feira CasaPronta continue sendo uma experiência única e agradável tanto para quem expõe, quanto para quem visita”, reforça.

Durante a exposição, todos os protocolos de higiene e segurança serão respeitados e o uso de máscara será obrigatório, conforme exposto no Plano de Contingência aprovado pelos órgãos de saúde estaduais, municipais e pela vigilância epidemiológica. Como o Plano de Contingência do evento foi aprovado no mês de agosto, a feira não seguirá o novo decreto publicado nesta semana. “Desta forma, não haverá a necessidade dos visitantes apresentarem o cartão de vacinação completa ou teste antígeno da Covid-19”, explica Jaqueline.

Os ingressos para a visitação podem ser adquiridos online (www.feiracasapronta.com.br) ou diretamente na recepção do evento.

Horários de visitação:

- Quarta-feira (06/10): 16h às 22h.

- Quinta-feira (07/10): 16h às 22h.

- Sexta-feira (08/10): 16h às 22h.

- Sábado (09/10): 14h às 22h.

- Domingo (10/10): 14h às 19h.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Apesar da pandemia da Covid-19 e os desafios enfrentados desde o início de 2020, como o contínuo aumento nos custos dos materiais e a falta de mão de obra, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) tem a expectativa de subir de 2,5% para 4% o crescimento do setor em 2021.

A projeção é do estudo de Desempenho Econômico da Indústria da Construção do 2° trimestre deste ano, realizado pela CBIC. Esse é o maior crescimento previsto desde 2013. Todos estes números vem de encontro também com o momento em que estamos vivenciando, visto que as pessoas ficaram mais tempo em suas casas e começaram a investir mais em conforto e bem-estar.

Desde então, a demanda por novas moradias e por reformas nos lares já existentes, têm crescido constantemente. Outro fator que vem de encontro também com essa mudança no mercado, é a arquitetura. A pandemia trouxe novas necessidades às pessoas, como ter um local adequado para o home office, um espaço de higienização na entrada de casa, a natureza junto dos móveis e a automação residencial, são algumas dessas apostas.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Feiras como impulso da economia na região sul
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Desde o avanço da vacinação na população contra a Covid-19 e a queda no número de casos, aos poucos, os eventos estão sendo retomados. Seguindo as medidas necessárias no momento, como número simultâneo de participantes e os protocolos de segurança, está se aproximando a data da 18ª Feira CasaPronta, que acontecerá na cidade de Criciúma, entre os dias 06 e 10 de outubro, no Pavilhão de Exposições José Ijair Conti.

O evento une os setores de construção, decoração e mobiliário e já se tornou uma exposição tradicional na região sul de Santa Catarina. Além da venda direta para aqueles que desejam construir o seu próprio imóvel, o Salão de Negócios da Acomac é o espaço direcionado para que a indústria também possa expor os seus produtos diretamente para os lojistas.

Segundo Gilson Godinho, presidente da Acomac-Sul (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Região Sul de Santa Catarina), a troca disponibilizada pela feira, possibilita um momento extremamente produtivo para o setor. “Assim como as indústrias apresentarão os seus produtos e farão o relacionamento de negócios, fica o nosso convite para que os lojistas participem, pois haverá condições especiais e as empresas estão voltadas para fechar bons negócios”, frisa Gilson.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O espaço como vitrine para divulgação dos produtos
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A Feira CasaPronta possibilita a venda direta entre lojista e o público e também da própria indústria com o lojista, com preços e condições especiais preparadas especialmente para o evento. É por isso que, de acordo com a diretora da NossaCasa Feiras & Eventos e organizadora da CasaPronta, Jaqueline Backes, tudo o que é preciso para construir ou decorar um imóvel, as pessoas encontram na exposição. “A variedade de produtos e de linhas nos setores da construção, mobiliário e decoração, é uma das marcas da feira. E, além de impulsionar a economia dos setores na região, também é uma ótima vitrine de divulgação”, acrescenta Jaqueline.

As projeções já apontavam que 2021 traria um avanço significativo para o setor da construção civil, e os dados demonstram que o ramo fechará o ano com uma das perspectivas mais positivas em relação à economia do Brasil.

Você conhece a canaleta de cerâmica?

Ao contrário dos moldes considerados tradicionais, que são feitos com madeira, as canaletas de cerâmica garantem uma instalação extremamente rápida, conferindo mais agilidade para a realização das obras.

Esta Canaleta da Cerâmica Felisbino pode ser utilizada para concretar vergas e vigas, ou ainda o contorno de lajes.
Principais motivos para você utilizá-la em sua obra:
1 Dispensa o uso de canaletas de madeira
2 Garante mais agilidade no processo construtivo
3 Aplicação do material em diversas situações
4 Evita o desperdício de materiais
5 Melhora o seu padrão de acabamento
6 Conta com uma ampla variedade de formatos e modelos
7 Agrega mais economia para a sua obra

Ficou interessado?
Visite a Feira CasaPronta Criciúma, nos dias 06 a 10 de outubro no Centro de Eventos José Ijair Conti e conheça a canaleta de cerâmica no showroom da Cerâmica Felisbino.

Mesmo com a economia do país e do mundo impactada pela pandemia, nem todos os setores estão em crise. O da construção civil, por exemplo, manteve seu funcionamento durante o período de isolamento social.

Em 2020, o Brasil apresentou um saldo positivo de emprego no setor da Construção Civil na ordem de 108.517 novos postos de trabalho.

Analisando o setor e o seu mercado podemos verificar vários fatores atuando em conjunto e que levaram a este bom desempenho.

Um deles está relacionado ao perfil do consumidor. Com o isolamento social e o trabalho em home office, muitas pessoas voltaram seu olhar para o ambiente em que moram, buscando por reformas e a substituição do imóvel atual por um maior, com mais espaço e conforto. Esse comportamento aqueceu e impulsionou a venda de novos imóveis.

Outro fator está relacionado à taxa selic baixa. Em 2020 a taxa selic estava em torno de 2% a.a. e agora, em março de 2021, teve uma elevação para 2,75% a.a. Mesmo com o aumento, a taxa é considerada baixa e isto reduz o custo dos financiamentos imobiliários, os tornando mais atrativos à população.

“No início da pandemia ficamos com receio das vendas diminuírem, mas com o passar do tempo às vendas foram aumentando e nos surpreenderam positivamente. Com a redução das taxas de juro dos bancos os clientes tiveram um incentivo para a compra de imóveis”, relata Marcelo Serafim Farias, gerente comercial da Construfase.

A Construfase atua há mais de duas décadas no ramo construtivo iniciando com construção de casas, pequenos edifícios residenciais, obras públicas e elaboração de projetos.

Com o decorrer dos anos a empresa ampliou seu leque de produtos e hoje atua com incorporação e construção de edifícios, construção de casas, salas comerciais, prédios residenciais e escritórios, pavilhões industriais, construção e reforma de hospitais e clínicas, além de obras públicas.

Perguntamos ao Marcelo, qual a perspectiva de mercado para a construção civil na visão da Construfase para os próximos meses: “ A perspectiva para o ano de 2021 é muito positiva, o mercado imobiliário está bastante aquecido. Temos 4 lançamentos ainda para o ano de 2021 e continuaremos entregando apartamentos com alta qualidade para todo o sul de SC”, informa o gerente comercial.